RSS

Arquivo mensal: setembro 2011

Conjuntura Brasil e Mundo

“Quando você perceber que, para produzir, precisa
obter autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui
para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos
ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as
leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos
de você; quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se
converte em auto-sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua
sociedade está condenada.”

Ayn Rand, filosofa americana

Uma filosofa americana falando dos EEUU . De origem e educação Russa e americana desde 1931 . Morreu em 1982 . Portanto uma testemunha ocular da revolução bolchevique na Rússia , da crise de 1929 nos EEUU . Foi romancista e depois filósofa , quando do Racionalismo desgastado definiu sua linha como Objetivismo. O que me impressiona na frase acima é ela ter realismo e comprovação histórica de que alguma condenação há para as sociedades que se enquadram na descrição fruto da observação.

Qual a condenação a que Ayn ( Alissa Rosembaum originalmente ) se refere ? se há condenação , deve haver uma pena a pagar ? E quem condenou ? Houve julgamento ?

Entendo que a sociedade se auto condena e a pena será consequência de um conjunto de variáveis , entre elas , a cultura , a história , a conjuntura socio-economica , a educação entre tantas outras variáveis.

Não bastassem todas as discussões desde a crise de 2008 quanto a suas causas , seus culpados , quem sabe não vemos nos EEUU agora uma pena a ser paga por conta da auto condenação imposta pelo acima exposto . Quais evidências ? Bem , poderíamos falar de Water Gate , ou do período Bush filho , Greenspan no BC americano , a bolha da Nasdag em 2001 ou finalmente a crise de 2008 que expõe um sistema de crédito imobiliária que se sustentou na fantasia desde os idos dos anos 30 ? Mais as crescentes consequências de um laissez faire financeiro absurdo e dentro dele escândalos desde a Enron e auto destruição de uma Arthur Andersen até o recente Lehmann Brothers e outros “cases” ?! Qual a pena ? O descrédito , a falta de capacidade de reação e a exposição de uma fratura talvez incurável no bipartidarismos secular entre Republicanos e Democratas em meio a um Tea Party sem fim !

Na Rússia não preciso falar muito , apenas lembrar que a primeira pena foi paga na Perestroika e na queda do Muro de Berlim. Só os Castros ( não castos ) de Cuba não perceberam ainda ! Hoje vemos um país eleito para o BRIC cujo governo não é democrático como deveria , tem na sua cúpula o “melhor” da KGB e tem o governo de suas atividades econômicas submisso e subserviente a uma nova máfia aperfeiçoada e requintada. No more comments .

E o Brasil ?

Bem , estamos nos condenando há alguns anos e creio que a pena já está vindo disfarçada de um desenvolvimento cujos alicerces bem plantados depois do Real foram abalados pela infiltração constante de fluidos corrosivos tais como :

1) ” Quando você perceber ……..” vide acima .

2) Leia o Livro do José Nêumanne  Pinto ou veja o YouTube da entrevista dele !http://youtu.be/4Du5e2oNEn0 

3) Analise a qualidade do ensino formal e oficial de nosso país , e a qualidade de sociedade e de trabalhadores que estamos formando há mais de 30 anos e certamente ainda formaremos nos próximos 25 ( tempo mínimo para uma reforma exemplar entregar um novo perfil de formação do brasileiro para a sociedade economicamente ativa )

4) Considere que os exemplos atuais de Brasília e do Congresso bem como de vários executivos estaduais e municipais não demonstram nenhuma vontade política de mudar alguma coisa mas manter o status quo e se possível aperfeiçoar o modelo de enriquecimento ilícito e de desmazelo com a coisa publica e sociedade. Sem falar o aparelhamento instalado até os subsolos dos ministérios , empresas e autarquias do governo .

5) Considere rapaz …. como diria o Gil em Se Oriente rapaz !

Qual a pena afinal ?

Condenação a sermos, culturalmente e portanto praticantes, uma sociedade  de uma ética fluida lastreadas por valores enfraquecidos sem capacidade de demonstrar indignação e reação eficaz contra o estado instalado de corrupção , favorecimentos etc.. Onde os direitos prevalecem e não se equilibram com os deveres ? Onde as liberdades são discricionárias e onde discriminação virou prática ampliada e antigos discriminados agora discriminam e os discriminadores de ontem são os discriminados de hoje ?

Condenados a suportar uma previdência falida em especial pelo desequilíbrio de contas nas aposentadorias públicas ? Condenados a assumir e sustentar milhões de jovens analfabetos funcionais que devem entrar no mercado de trabalho condenados a sub empregos a partir dos próximos 3 a 4 anos e ser saber por quantos anos teremos este ônus ?

Condenados a não sustentar o crescimento possível do país , de sua economia , de sua renda , porque não planejamos , não investimos no futuro senão em Copas e Olimpíadas ? Condenados a frustrar a nova classe média com uma queda de renda já experimentada e apreciada ?

Qual a possibilidade de um perdão a esta pena e estas condenações ?

Indulto por decreto como fazemos com marginais enjaulados ? Não

Redução de pena por bom comportamento ? sim pode ser ! Mas bom comportamento de quem ? A começar de nós cidadãos conscientes de nossos deveres e direitos. Portanto com a recuperação de nossa capacidade de indignação que reflita em ações efetivas , ordeiras e eficazes para que nossos governantes mudem e mudem pra valer ou mudem para outro planeta !

Bom comportamento das lideranças caladas assumindo seu papel no mínimo profético de não compactuar com o status quo e que poderia começar com o resgate e reposicionamento do que sobrou da classe de intelectuais brasileiros hoje aparentemente amordaçados pelo sistema e pela imprensa ou simplesmente no mundo da fantasia e da ilusão como alguns que ainda defendem o regime e o sucesso histórico de Cuba !

Bom comportamento das autoridades responsáveis pela educação com medidas sérias de resgate de tudo o que foi perdido em qualidade e capacidade de formação simplesmente pelo foco unilateral da quantidade e do atendimento de estatísticas internacionais . De que serve dar escola para 95% da população em idade escolar para que todos vejam o índice ? estamos perpetuando as diferenças de classe na educação privada e publica mas ambas com queda de qualidade absurda. Conforme disse um funcionário graduado da secretaria de desenvolvimento econômico e trabalho do município de São Paulo e evento recente que tratou do Apagão de mão de obra : vivemos hoje 3 apagões ! O de mão de Obra e Talentos , o da Educação e o da Vontade de trabalhar !

Infelizmente Redução de pena não implica em declaração de inocência ou eliminação da pena e não nos dará Ficha Limpa para o resto da vida . Talvez dê o direito de experimentar a Ficha Limpa para os filhos de nossos filhos. Nossa visão de curto prazo deve se ampliar para fazermos algo de verdadeira sustentabilidade para gerações futuras e passa por uma saneamento de um esgoto a céu aberto e sem perspectiva de tratamento.

Mas a busca da redução da pena pode significar um novo estágio de consciência de cidadania , de responsabilidade , de perspectiva de um auto perdão , para a  auto condenação já instalada , sem mera indulgência mas com ação pró ativa e consciente a cada dia e todos os dias , individualmente ou em grupos.

Digamos um não às penas que já estão impostas e um não a outras mais que virão e quem sabe possamos dar um direito do Não à condenação as nossas próximas gerações.

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em 01/09/2011 em Contexto