RSS

Arquivo da tag: Livre pensar é só pensar ( Millor )

16 de agosto – Dia do Filósofo

Eu não sabia mas hoje , via CBN , soube que 16 de agosto se comemora o dia do filósofo. O entrevistado foi ninguém menos do que Mario Sergio Cortella . Ele mesmo não sabia porque escolheram este dia para homenagear o filósofo. Segundo Cortella a semana da filosofia  instituída pela Unesco seria a 2a semana de novembro. Mas esta data então me fez pensar, junto com a entrevista do Cortella , sobre o tema que tanto me encanta há muitos anos .

Filo = amigo ; Sofia = conhecimento ! Instituído o nome por Sócrates ,na Grécia antiga , ser amigo do conhecimento é realmente algo que me agrada.

Houve há muitos anos uma iniciativa primeira , de duas , na Escola de Marketing Industrial , um curso para casais de amigos da EMI , com o tema Aprendendo a Filosofar . Os nossos mestres foram o saudoso amigo Arthur Hipólito de Moura e o amigo de muitos papos filosóficos , até hoje , Jean Bartoli . Foram muitos sábados inteiros imersos no universo da filosofia. Já gostava do tema mas depois disso nunca mais parei !

O graduado em Filosofia pode ser um professor , bacharel em filosofia . Mas para ser filósofo não precisa ser professor de filosofia . Segundo o próprio Cortella quem se dedica a pensar a realidade e os contextos e nossa própria existência , de forma regular , é um filósofo! Pois bem , hoje também é meu dia ! Sou filósofo há mais de 15 anos por opção consciente e pessoal e em parte , alem de muito boas conversas com muita gente, deixo um pouco deste exercício de pensar a existência humana , nossa existência na nossa realidade ( se é que existe uma unica realidade , não é ?) , nos posts do Notas Livres ( por isso também se chama Notas Livres) , nas provocação do Face Book e de forma mais reservada ao âmbito profissional , também no LinkedIn.

Claro que depois de Antonio Damásio decretar o erro de Decartes ( penso , logo existo ficou limitado e incluiu o sinto , logo existo) , e Goleman identificar a inteligencia emocional , creio que filosofar hoje abrange certamente um forte vínculo com o racional mas com espaço crescente para as emoções que nos levam a entender os cenários , contextos e deles entender onde , como e porque existimos. Acontece que nesta forma de considerar a integralidade do ser , integralidade do cérebro humano e nós como seres humanos integrais , portanto filosofando de forma integral temos agora o terceiro elemento , latente  mas por muitos anos dormente : Danah Zohar e Ian Marshall nos trazem a a Espiritualidade ( não misture com religiosidade por favor ) com a Inteligencia Espiritual .

Entendo que desde o terceiro elemento ter chegado ao meu conhecimento o exercício de filosofar ficou ainda mais emocionante e arrebatador , agora como ser humano completo e integral : corpo , mente e espirito e com cérebro racional , emocional e espiritual .

Bem , para comemorar o dia de hoje fico por aqui mas deixo a provocação de alimentar o gosto pelo conhecimento , buscando o desafiador entendimento de nossa existência e nossa possível integração alem do chão que pisamos neste significativo , mas insignificante planeta !

Feliz dia do Filósofo !

 

Abraços

Anúncios
 
3 Comentários

Publicado por em 16/08/2018 em Filosofia

 

Tags: ,

REFLEXÕES DE UM JOVEM SEXAGENÁRIO – I

Provavelmente estas reflexões permitirão mais de um post, pois desde o momento que resolvi escrever sobre isso vivo uma enxurrada de ideias, pensamentos, lembranças e questionamentos, justamente pelo fato de estar prestes a completar 60 anos de idade.

Olhar para trás para entender como sou e como cheguei até aqui e olhar para a frente com muita vontade e esperanças mas ciente de que talvez já tenha consumido mais ou menos 2/3 de minha existência . Mas como sou cristão, com fé conforme reafirmei no meu perfil, e acredito na vida eterna, o tempo remanescente na terra não pesa e nem cria angústia. Somente uma certeza de que qualquer que seja o tempo que ainda tenho, tenho no mínimo responsabilidade de continuar a amar ao próximo como a mim mesmo, perdoar tanto quanto me sinto perdoado por Deus por intermédio de Jesus Cristo, e seguir fazendo o bem, com mais leveza do que fiz até hoje, com mais realização do que materialização de coisas, mais satisfação e prazer do que pressão do dever, da ética do dever. Sim viver um pouco com a ética do prazer, onde a qualidade de vida extrapola questões básicas, de necessidades essenciais para planos de realização pessoal, sentimentos, razões, abstrações e vivências, essenciais para a maturidade de corpo, mente e espírito. Uma leitura mais correta e profunda de Maslow.

Não quero colocar ordem cronológica ou ordenar ideias por prioridade de assuntos, mas só deixar registradas as reflexões mais significativas que estes momentos de virada de mais um decênio me trazem.

Em 2007, durante um período de reflexão sobre carreira profissional, fui desafiado pelo meu Coach, na época da DBM , Marco Antonio Figueiredo, a escrever minha biografia em septênios. Desafio aceito e ao final me surpreendi com quase 100 páginas escritas. Preciso retomar a biografia e escrever os 8 anos já passados desde então. A biografia foi uma reflexão e tanto. Escrevi em 3 pontos de vista, o pessoal , a família e o profissional. Pode dar um livro. Mas o importante é que ao escrever sobre minha vida, enfrentei algumas sombras que incomodavam.

Depois foi morar em Marília, só, por um tempo, porque a Clêo não poderia transferir suas aulas de imediato. Desafiei-me a experimentar, para mim mesmo, a experiência que outros tiveram e que por vezes me coloquei preconceituoso. Iniciei sessões de psicanalise que desde então não só me comprovaram ser uma experiência riquíssima, de autoconhecimento e autodesenvolvimento, como também deixei de ter qualquer preconceito. Ao contrário, sinto-me à vontade para recomendar a quem precise, ou queira, sem restrições.

Conheça- a ti mesmo! Penso ser uma recomendação da boa doutrina bíblica e a frase se não me engano é do Nietsche. Assim seja.

Mas como tudo isso é processo também de mudança enquanto pessoa, cidadão, profissional, familiar talvez este seja o tema mais interessante para minha reflexão nestes dias. Mudança ! Como gosto do rock do Seixas, “prefiro ser uma metamorfose ambulante..”!

Quanta coisa mudou e continua mudando. O universo permanece mudando porque em plena expansão. O planeta muda vertiginosamente e cada vez mais até pela “contribuição” do ser humano em todas as suas iniciativas. Muitas boas, muitas questionáveis, mas infelizmente a maioria delas provavelmente ruins e más!

A sociedade muda, os costumes mudam a moral muda, a ética é testada à mudanças ou ao esquecimento e ou omissão. O equilíbrio é sempre instável.

As pessoas também mudam. Penso que todos, o tempo todo, pretendem mudar para melhor. Ocorre que primeiro precisam aceitar que mudar é bom, que a mudança acontece quer queira, quer não, e depois só falta concluir qual o referencial e a direção para definir o melhor. O que seria mudar para melhor, e de que ponto de vista. Do seu? Do seu próximo? De seu chefe? De sua família? De sua comunidade? De Deus?

Melhor implica em algo diferente do que era antes e na direção de um aperfeiçoamento. Isso quer dizer na direção da perfeição. Fica cada vez mais complicado. Precisa descomplicar a cada década de vida bem vivida. Vou tentar descomplicar.

Sinto-me muito bem com mudanças. Um dos melhores elogios que recebi a poucos meses de minha esposa, e foi algo assim : me admirava porque eu estava sempre me reinventando, no sentido de inovação mesmo. Vida nova, formas novas, atividades novas, leituras novas. Gostei muito e me senti suportado para continuar assim.

Mas tem sempre um contraponto. Suas mudanças são suas, mas podem afetar aos que convivem no seu entorno e nem sempre isso é livre de conflitos e necessidade de ajuste. Muito mais se os outros preferem não mudar também e preferem a estabilidade, conformidade e segurança das estruturas já criadas. Perseverar apesar disso é mais difícil. Por vezes dá preguiça. Por vezes dá vontade de deixar a vida te levar, como o pagode do Zeca Pagodinho.

Mas sinto que as mudanças como são propostas não são mudanças aleatórias, mas resultado de tudo o que já mudou desde 27 de agosto de 1955. E vai continuar a mudar certamente. E, portanto seguir a intuição das mudanças no tempo e nas oportunidades que possam afetar o seu eu, o nós, os outros; é uma vontade Divina que sincroniza com nossas vontades e nos faz mover para frente, sempre mudando. Sincronicidade é isso! A vontade de Deus se alinha com as nossas vontades e vice e versa e como consequência as coisas acontecem e como sempre acreditei, “Todas as coisas acontecem para o bem daqueles que amam a Deus!”

Por hoje é isso!

Seguindo Paulo o Apóstolo: Não me conformo com estes tempos, mas transformo-me pela renovação da minha mente !!!
Marcos C Ribeiro

Abraços e até a próxima reflexão sexagenária.

Marcos C Ribeiro

 
1 comentário

Publicado por em 26/08/2015 em Filosofia, Pessoal

 

Tags: ,

Achados e perdidos – Uma revisão de arquivos e um achado importante ! Mack Mec 78

Amizade é mais do que coleguismo . Aprendemos isso quando o tempo passa depois que saímos de escolas , universidades e até de empregos .

A experiência do nosso grupo de amigos que se formou em 1978 em Engenharia Mecânica no Mackenzie é ímpar. Sei de outros poucos grupos de formandos que mantem uma confraria tão forte, solidária , fraterna e amiga de verdade .

Ao menos 2 a 3 vezes por ano um grupo de 10 a 15 sem encontram , mas uma vez por ano nos encontramos para um almoço e nos quinquênio fazemos um jantar com a presença de esposas , companheiras e amigas.

O texto que se segu foi o que escrevi para todos nós , e para todos eles , meus amigos da Mack Mec 78 quando completamos 30 anos de graduação.

Publico hoje em homenagem a esta turma , mas também por ter sido um achado de carnaval 2015 quando organizei alguns arquivos .

Uma abraço a estes Mackenzistas , com saudades dos que já se foram , prematuramente , de nosso convívio.

Um reconhecimento de que o velho e centenário lema “ Uma vez Mackenzista , sempre Mackenzista !” ainda vale .

 

 

Caros amigos Mackenzistas e queridos acompanhantes.

 

Uma palavra para que nosso momento de confraternização e comemoração também permita que depois deste encontro, e nos próximos, tenhamos de alguma forma dado um novo significado a esta amizade e coleguismo tão duradouro quanto já conseguimos até hoje.

30 anos já representam uma parcela bem importante de todo o tempo que vivemos até hoje. Em torno de 60% de nossas vidas temos alimentado alguma coisa em comum na amizade a partir da escolha de uma carreira e uma escola, Escolha esta que fizemos há mais de 35 anos.

Independentemente de quantas experiências cada um de nós viveu até aqui, de qual intensidade emocional estas experiências marcaram nossas vidas , nossa mente e nossa memória, certamente houve espaço e vontade, para que as experiências e os laços e identidades construídas nos pelo menos 5 anos de de Mackenzie, também ficassem marcadas de forma permanente e nos motiva a estar aqui hoje , como temos tentado estar pelo menos uma ou duas vezes por ano.

O forma como contamos para chegar nos 30 anos de graduados, não passa de uma referência física , criada pelo Homem para sua percepção do espaço e do tempo . Uma forma própria e válida enquanto estamos presos ao planeta que gira em torno do sol . Mas existem outras formas de ver o tempo , mais amplas e mais profundas que servem para esta breve reflexão e que gostaria de deixar com todos vocês.

Tirei este trecho da sabedoria Judaica que já remonta mais de 3000 anos na escrita e certamente já existia na tradição da transmissão verbal e a inteligência e disposição de reunir de forma didática de Salomão e seus sábios assistentes. Lembrei deste texto porque no nosso tempo de Mackenzie foi usado e fez sucesso durante as apresentações do show de Elis Regina , O Falso Brilhante !

 

Eclesiastes 3

 

Tudo neste mundo tem o seu tempo , cada coisa tem sua ocasião.

Há tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de colher. Tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir.

Há tempo de ficar triste e tempo de se alegrar.. tempo de chorar e tempo de dançar., tempo de espalhar e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de afastar.

Há tempo de procurar e tempo de perder, tempo de economizar e tempo de desperdiçar., tempo de rasgar e tempo de remendar , tempo de ficar calado e tempo de falar.

Tempo de amar e tempo de odiar. Tempo de guerra e tempo de paz.

O que a pessoa ganha com todo o seu trabalho ? Eu tenho visto todo o trabalho que Deus dá as pessoas para que fiquem ocupadas.

Deus marcou o tempo para cada coisa. Ele nos deu o desejo de entender as coisas que já aconteceram e as que ainda vão acontecer, porem não nos deixa compreender completamente o que faz.

Então entendi que nesta vida tudo o que a pessoa pode fazer é procurar ser feliz e viver o melhor que puder. Todos nós devemos comer e beber e aproveitar bem aquilo que ganhamos com o nosso trabalho. Isso é um presente de Deus.

 

Portanto meus amigos , estamos aqui e agora no tempo certo de comer e beber e comemorar porque importa ………viver para ser feliz .

Abraço e beijo grande em cada de vocês , bom final de ano e que Deus permita possamos estar juntos muitos anos mais !!!

Que turmas mais novas do Mack possam seguir este caminho de amizade e amor fraternal !

 
Deixe um comentário

Publicado por em 17/02/2015 em Geral, Pessoal

 

Tags: ,

Os números de 2014 e algumas visões de 2015 !!!

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2014 deste blog.

Agradeço muito todos os que visitaram e visualizaram em especial aos que se registraram seguidores. Minha maior expectativa é de eu mesmo ser mais assíduo e frequente nas publicações assim que estiver novamente instalado em São Paulo como base de trabalho e de estudos .

Os quase sete anos de vida no interior do Estado de São Paulo só me fizeram maior admirador do povo Paulista , do empreendedorismo tradicional das cidades do interior que tiveram em sua trajetória a oportunidade de ver desenvolver agronegócio , indústria e comércio além da simples subsistência . Certamente houve no seu tempo políticos e empresários com visão e desprendimento . Houve tempo de construir para o bem comum e foi bem aproveitado. Os bons exemplos atuais são poucos. Minha frustração com a escolhas de prefeitos de Marília e Ribeirão Preto foram todas fruto de um segundo mandato intempestivo. Quanto a Marília a esperança de um mandato do filho que não seja seguidor do pai e minha expectativa para Ribeirão preto é que estejam aprendendo a lição desde 2013 , dado que o abandono da cidade é patente e vigente e assim o será para mais 2 anos !

Quanto ao Brasil , me coloco no mesmo grau de esperançar para que a oposição de fato se apresente com ética e responsabilidade , mas com energia , foco e determinação prometidas após outubro de 2014 . Mais 4 anos de uma aberração política sustentada por votos em urnas mal esclarecidas mas certamente por elas.

Ao ler sobre Lima Barreto através do Roberto Pompeu de Toledo , entendo que encontrei o fio da meada para a autodenominação orgulhosa e prepotente , além de arrogante , que o Lulla sempre usou para falar do PT como partido republicano. Escondia no sentido republicano da palavra o bolivarianismo tão caro e tão querido para eles , mas no fundo replicava a realidade da primeira republica que tinha cunhos ditatoriais dos militares , e que na 2a republica deixou as marcas indeléveis da ditadura Vargas tão elogiada pelo ex presidente do PT . Dizia assim no livro Numa e a Ninfa , sobre o tema : ” Vamos ter um governo forte !” ” A ditadura não é isso que vocês pensam . É a Ditadura Republicana !” , ” Em que consiste a diferença ? Consiste em suprimir , em diminuir as atribuições desse Congresso , dessa Justiça que perturbam o governo !” – Achei Fantástico o achado a partir da pesquisa do Pompeu nos romances do Lima Barreto !

Quanto ao Novo Ano tenho objetivos claros de seguir com os caminhos de consultoria , a experiência de ser conselheiro independente e a continuidade de trabalhos que muito tem me realizado e melhorado como pessoa e como profissional , que é o de Career Coaching e Menthoring , e Executive Coaching e  Advisoring.

A readaptação à vida em São Paulo Capital talvez seja o maior desafio mas para isso estou construindo um modelo que pode dar certo : São Paulo como Metrópole está cada vez mais inviável para uma qualidade de vida que não respeite o velho conceito de ” Província ” . Isto é , Imagine que para viver bem em São Paulo, todas as suas necessidades fundamentais devem estar no raio máximo de 5 a 7 quilômetros. Exceções devem ser eventos sociais e culturais esporádicos. Quanto ao trabalho , enquanto não houver melhor malha metroviária com excelente conexão com ônibus e trens a escolha do local de trabalho e vivência deveriam se possível , seguir o mesmo critério. Profissões que se locomovem como área comercial ,visitas à clientes devem considerar sempre o Metrô ou horários alternativos já impostos pelo rodízio. Daqui um ano comentarei a experiência !

Feliz Ano Novo e com muita saúde , alegrias , trabalho, Paz de Espírito e Amor ! Até 2015 !

Aqui está um resumo:

Um bonde de São Francisco leva 60 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 1.600 vezes em 2014. Se fosse um bonde, eram precisas 27 viagens para as transportar.

Clique aqui para ver o relatório completo

 
2 Comentários

Publicado por em 30/12/2014 em Geral, Pessoal

 

Tags: ,

Devemos encarar a dicotomia entre crença e ceticismo como dilema ?

A discussão acima foi motivada e provocada em um grupo de discussões filosóficas na Web. Uma experiência até aqui muito legal !

Resolvi compartilhar no blog uma contribuição que deixei no grupo ainda que o assunto nunca se esgote mas como diria meu amigo Jean Bartoli , estamos filosofando !

Segue :

Crença = algo em que acreditamos por fé religiosa ou por convicção íntima.
Crer está diretamente ligado ao ato de dar crétido ou acreditar. Tem um aval com ou sem reserva . Com ou sem penhora .
Não “creio” que há uma semelhança ou correlação garantida entre crer e conhecer.
Conhecer , ter o conhecimento implica em ter informações multimidia ou muito sensoriais processadas e resignificadas para se tornarem o conhecimento e este é dinâmico portanto , ainda que sobre paradigmas mutáveis , muda a cada momento que por efeito de algum compartilhar deste resignificamos mais uma vez. Daí o Dogma é um perigo pois congela ou cristaliza um paradigma e portanto pode se tornar em crença dado que não mais sustentado pelo conhecimento.
A fé começa onde a razão termina ( kierkgaard)

Mas a fé tem uma belíssima definição cuja origem vem do conhecimento judaíco cristão e está na epístola aos Hebreus cap 11 e verso 1 : A fé é a certeza das coisas que se esperam , a convicção das coisas que se não vêem. ( note a ausencia de uma percepção sensorial humana : não ver ! )
Portanto de forma mais laica poderíamos lembrar que a crença é algo que se torna uma verdade , uma convicção , uma ética , quando nos grupos sociais a partir de valores dizemos que nossa crença é de que o homem é bom por natureza, por exemplo .Nossa crença é de que o ser humano é importante para o desenvolvimento da organização , etc e tal.
Não é só o acreditar porque adquiri ou me aproriei de uma informação ou conhecimento , como de certa forma seria a própria forma racionalista e humanista . está provado cientificamente ? estão acredito. E para estar provado cientificamente tem que estar suportado por experimentos repetidos com o mesmo resultado e com base estatística mínimamente suficiente ? Daí o ceticismo encontra campo justamente nos conhecimentos que se desenvolvem a partir de observações e estudos empíricos .
Por isso de um lado aminetalistas catastrofistas pregando o aquecimento global a partir de ação direta do homem economico e de outro os céticos que não encontram comprovação científica suficiente.
Crente deveria ter como antonimo o não crente . No ambito religioso talvez o ateu ( ainda que ateísmo seja uma crença !!!)
O crédulo ou que acredita fácil , sem malícia é o sentido de antonimo para o cético . Porque o ceticismo como atitude ou maneira de ver as coisas no fundo não aceita que em algum tema ou algum momento o ser humano seja capaz de chegar ao conhecimento total e absoluto sobre o que quer que seja.
Sou crente ou convicto em uma enorme quantidade de coisas que conheço e experimento e sou cético sobre tantas outras que não recomendo a ninguem ser ou um ou outro !!
Quanto ao conhecimento : fujam do conhecimento convencional ( no sentido de Adam Smith em A riqueza das nações).
Abraços
Marcos

 
1 comentário

Publicado por em 21/02/2013 em Filosofia, Geral

 

Tags: ,

Contabilidade Criativa II

Não deixem de ler na Folha de hoje no caderno de mercado a matéria sobre o tema !
Qualquer semelhança nao é mera coincidência e acrescente-se os dados quantificados e as diversas consultorias que estão na luta de manter uma visão realista do cenário.
Também não é mera coincidência a semelhança com os comportamentos e atitudes de governo na Argentina desde o marida da Cristina.
Não mencionarei a Venezuela para não desrespeitar o moribundo !
Boa Sorte Brasil !
ps: Lula procurou Dilma pois está preocupado com o governo PT atual !!! Agora sim podemos dar uma gargalhada !!!

 
1 comentário

Publicado por em 12/01/2013 em Contexto, Economia, Geral

 

Tags: , ,

Os números de 2012 – Muito obrigado aos meus leitores !!! Feliz 2013 !

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2012 deste blog.

Aqui está um resumo:

600 pessoas chegaram ao topo do Monte Everest em 2012. Este blog tem cerca de 2.200 visualizações em 2012. Se cada pessoa que chegou ao topo do Monte Everest visitasse este blog, levaria 4 anos para ter este tanto de visitação.

Clique aqui para ver o relatório completo

– Muito obrigado aos meus leitores!!!!
Marcos

 
Deixe um comentário

Publicado por em 31/12/2012 em Geral, Pessoal

 

Tags: